Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

Comorbilidades - Encontro XXLight Leiria

Dá-se o nome de comorbilidades, às doenças que estão directamente associadas à obesidade e que desaparecem, ou melhoram muito, após o emagrecimento.

 

Sem nos apercebermos as comorbilidades "chegam" e instalam-se...e nós os obesos aprendemos a viver, ou a sobreviver, durante anos com todas as mazelas que a obesidade nos trás.

À medida que se aumenta de peso, surge um aumento dos niveis de gordura no sangue (colesterol) e de glicémia (diabetes).

 

Algumas Comorbilidades Associadas à Obesidade
comorbidades.JPG

Doenças como diabetes, hipertensão arterial, doenças articulares, angina enfarte, apneia do sono, insuficiência respiratória e cardiaca, pressão arterial são algumas das comorbidades dos obesos e o controle delas passa necessáriamente pela perda do excesso de peso.

 

Acreditem que é bastante notória as melhoras a nivel de saúde e qualidade de vida à medida que se perde peso. sorriso.gif

 

sorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gif
Temos novos testemunhos...
[41] [42] [43] [44] [45] [46] [47] [48] [49] [50]

Também temos actualizações de testemunhos [1][3][15][17][36] passem por lá!

 

sorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gifsorriso.gif

 

3º Encontro XXLight Leiria

 

“Ninguém é mais capaz sozinho, que nós todos juntos”

 

Pois é ... vai realizar-se um novo encontro XXLight!!!Estadio.jpg

Desta vez será em Leiria dia 2 de Março às 11h30 no parque em frente ao estádio de Leiria (Estádio Dr. Magalhães Pessoa).


Daí saíremos todos em direcção ao restaurante.


E para poderem escolher o que comer, passo a discriminar a Ementa:

 

 

Entradas:
Queijo Fresco, rissóis e pão

 

Prato principal (1 á escolha):

- Sopa de peixe - Medalhões de peixe com legumes e arroz

- Lombinho de porco com cogumelos acompanhado de gratinado e legumes

- Bitoque

- Rosbife com batata frita e salada


Bebidas:
Sumos
Águas
Vinho da casa
Café

 

Sobremesa:
Salada de frutas ou Pudim

 

Preço: Á volta de 7.50 euros Contactos:
Vera Moita – V3rita - veramoita@hotmail.com
Paulo Duarte - methosgrecus@msn.com
Marisa Gomes – Marisita - marisa_gomes5@hotmail.com
Luís Cartaxo – bariatric - belerophon73@hotmail.com

 

É OBRIGATORIA a confirmação da presença até dia 24 de Fevereiro de 2008, com número de pessoas, prato escolhido e acompanhamentos/opções especiais.

Ficamos a aguardar por ti...sorriso.gif

Obesidade*

 

obesidade.jpg

A obesidade é um excesso de gordura na composição do corpo, mas só pode ser chamada assim quando mais de 20% da massa corporal total for constituída por gordura (30% no caso das mulheres).

A obesidade poderá derivar de vários factores:


O factor Genético (herdado dos pais e, ou familiares) pois, todos nós conhecemos pelo menos uma familia em que todos (ou quase todos) são obesos.A hiper-alimentação pode representar um distúrbio da dinâmica familiar.

 

Depois de temos o factor Psicológico que na maioria das vezes tem um historial de depressões, sentimentos de culpa, distúrbios do sistema nervoso, o que faz muitas das vezes o obeso isolar-se e em caso extremos levar ao suicídio.

 

Existe também o factor Económico pois as dietas obrigam a uma despesa extra e nem sempre é suportável na carteira.
Um vestuário mais caro, e a dificuldade de se posicionar em cargos notórios são só mais alguns factores económicos entre outros

 

Ser obeso, acarreta vários problemas, e os mais comuns são os Sociais, dificuldades em sentar numa cadeira de esplanada sem ter o receio de que ela se parta, conseguir passar em portas estreitas, ou sentar nos transportes públicos sem ocupar o lugar ao lado, mostra-nos que o mundo não foi feito a pensar nas minorias.
O cansaço ao andar, subir ou descer escadas, correr para um transporte público ou até mesmo a dificuldade em exercer as actividades do dia a dia são mais alguns problemas que o obeso enfrenta.

 

No entanto existe algo mais preocupante...
A saúde do obeso! Á medida que o obeso "cresce" também começam a surjir as limitações e comorbidades.
Doenças como a apneia de sono, hipertensão arterial, diabetes, varizes, doenças articulares, aumento de colestrol, AVC, insuficiência respiratória e cardíaca, entre outras...são comorbidades que diminuem a expectativa e qualidade de vida de um obeso.

 

A classificação de um obeso é feita baseando-se no Indice de Massa Corporal (IMC).
Esse cálculo matemático é feito dividindo-se o peso do obeso (em quilos) pelo quadrado da sua altura (em metros).
Vou-vos dar o meu exemplo:
Eu pesava 120 Kg quando fui operada e tenho 1,70 de altura por isso:

 

IMC = 120 : 1,70 x 1,70
IMC = 120 : 2,89
IMC = 41,52

 

Uma pessoa com IMC até 25 é considerado que tem o peso ideal ou normal.
Pessoas com IMC até 35, desde que não tenham comorbidades podem ser tratadas com métodos não cirurgicos (dietas, mudanças de hábitos alimentares e exercícios).

Mas com IMC acima de 40 ou de 35 caso tenha comorbidades já é considerado obesidade.
Para calcular o vosso IMC basta Clica Aqui

De ter em atenção que para pessoas musculosas, onde o excesso de peso é constituido de proteinas musculares o IMC não é fidedigno.

 

Androide.JPG

 

Embora o total de gordura no nosso corpo seja importante é mais relevante ainda, saber onde ela está localizada.
Dependendo do segmento corporal no qual a predominância da gordura está localizada, existem duas classificações:

 

- A Obesidade Androide (tipo masculino), na qual apresenta uma forma corporal como uma maça.
Ombros, costas e peito proporcionalmente maiores que as coxas.
A gordura fica centralizada no abdomên tendo mais risco de vida.

 

 

Ginoide.JPG

 

- A Obesidade Ginoide (tipo femenino), na qual apresenta uma forma corporal semelhante a uma pêra. Com ancas mais largas que os ombros, cintura bem marcada e um "rabiosque"sorriso.gifbem defenido e proeminente.Esta gordura fica localizada na anca. Este tipo de obeso tem mais dificuldade em se locomover e está associada a um risco maior de artoses e varizes.

 

O tratamento da obesidade deve ser sempre clínico e orientado por um endocronologista, baseando-se em reeducação alimentar, aumento de actividade fisica e sempre com apoio psicológico.
Mas no caso da obesidade mórbida estes métodos não se mostram muito eficazes, sendo a cirurgia uma opção por ter uma redução de peso eficaz.

 

É de ter em atenção que mesmo para quem faz a cirurgia terá que aprender a fazer uma reeducação alimentar e adoptá-la para a sua vida, ingerindo uma dieta variada,comendo todo o tipo de proteina, gorduras certas e acompanhado de actividade fisica e tratamento psicológico.

Riscos e Consequências*

O obeso mórbido, como o próprio nome indica, (e que nome mais feio para daremsorriso.gif) apresenta doenças inerentes á sua obesidade (apneia de sono, hipertensão arterial, diabetes, varizes, doenças articulares, aumento de colestrol, AVC, insuficiência respiratória e cardíaca, entre outras... etc.), e é por isso sempre muito minucioso todo o processo de exames no pré-operatório.

 

Mas o risco estará presente independentemente de todos os exames e isso é algo que não podemos deixar de considerar. Esta cirurgia tem o mesmo risco de vida que outra qualquer cirurgia. No entanto uma cirurgia para tratamento da obesidade mórbida , deve ser bem ponderada com todos os seus riscos , consequências e complicações .
Existem complicações menos comuns como é o caso de insuficiência respiratória, infarto do miocárdio, insuficiência renal, complicações com a anestesia ect..

 

Mas existe também complicações e riscos mais comuns são elas :
As Fistulas que é a abertura de um ponto nas suturas do estômago ou intestino, levando á saida de liquidos para a cavidade abdominal, causando peritonite e septicemia ( infecção generalizada).
É por esta razão que é colocado um dreno para assim ser diagnosticada rapidamente. Em caso mais extremo poderá levar o obeso a ter que se sujeitar a uma nova cirurgia, para reparar esta abertura.

 

A Embolia pulmunar é o desenvolvimento de coágulos nas veias dos membros inferiores, que ficaram parados muito tempo durante a cirurgia.Esses coágulos podem causar a morte se forem levados pela corrente sanguínea até ao pulmão, que é como se fosse um entupimento de uma ou várias artérias que irrigam o pulmão.

 

Além dos riscos da cirúrgia existem algumas consequências da mesma , no caso do Bypass Gástrico, pode levar a um risco de deficiências nutricionais, porque o alimento não passará mais pelo duodeno, que é a primeira parte do intestino, onde a maior parte do ferro e cálcio são absorvidos.
Algumas pessoas que são submetidas a este tipo de cirurgia desenvolvem posteriormente deficiências nutricionais como anemia, osteoporose...
Estas deficiências podem ser evitadas se as vitaminas e minerais forem ingeridos adequadamente para cada caso.

 

Outra consequência comum são os vómitos. Eles são causados quando o estômago que agora é mais pequeno fica excessivamente cheio principalmente por alimentos mal mastigados.

 

Ocorre tambem um maior risco de desenvolver pedras na vesícula devido a perda rapida e substâncial de peso.

 

É de ter em atenção que falamos de cirúrgias mini-invasiva (laparóscopia), em que se consegue executar as operações por pequenos orificios e devido á pequena dimensão dos tubos, as lesões (cortes) provocadas são muito pequenas e daí que sejam operações que provocam pouca dor e permitem uma recuperação rápida, no entanto não deixam de ser operações associadas a um risco e não se pode deixar de considerar.

 

Tenham em conta que cada pessoa é uma pessoa e que cada organismo é único e pode responder de maneiras diversas a intervenção cirurgica sem nunca esquecer que para além das reacções organicas, tambem existe os efeitos psiquicos e emocionais.