Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

[51] Madebipop

 

Nome:Madebipop

Idade:27 Anos

Altura:1,70 cm

Peso:100Kg

Situação:Aguarda Cirurgia - Bypass Gastrico

Data do Testemunho:22.01.2008

 

Tenho 27 anos e 1,70 de altura. Também nasci um bebé gordinho e durante toda a minha vida fui gorda á excepção de alguns curtos espaços de tempo. Quando digo curtos refiro-me a períodos de um, dois anos ao fim dos quais lá voltava ao anterior formado XL.

Quando tinha 16 anos comecei a fazer dietas acompanhadas pelo Tallon. A primeira vez que lá fui tinha 105 kgs. Logo no primeiro mês e meio emagreci 18 kgs e nos meses seguintes fui emagrecendo 7, 8 kgs de cada vez, mas sempre claro com muito esforço pois a dieta do Tallon não é nada meiga: exige muita disciplina e muita força de vontade ao mesmo tempo que se tem de lidar com os efeitos causados pelos comprimidos (cansaço, mudanças de humor, muita irritação devido á privação de tudo o que gostamos...). Aos 18 tive uma filha. Engordei apenas 8 kgs. Dois anos mais tarde estava novamente nos 100 kgs. Enchia-me de vontade e lá ia eu ao Tallon de novo. Emagrecia mas claro nunca mais emagreci tanto como da primeira vez.

Os anos foram-se assim passando. No último ano consultei uma nutricionista que me deu a possibilidade de fazer o bypass gástrico caso o cirurgião autorizasse a operação pois o meu IMC é de apenas 33. E assim foi...tenho os exames marcados sendo que irei fazer o último a 22 de Maio e só aí me irão marcar a data da operação (na minha zona, após os exames feitos, a espera máxima é de apenas 3 meses).
Cá estou com imenso receio de ser operada e procurando arranjar forças para levar isto até ao fim. Sofro muito por ser gorda mas sofreria ainda mais se tivesse que deixar a minha filha só no mundo por um "capricho" meu.

Nos testemunhos que aqui leio todos têm sempre muita força e aparentemente ninguém tem dúvidas sobre os riscos. Eu sei que a mortalidade é de 0,2% e não consigo deixar de pensar nisso.

Quero muito vestir calças 36, ir á praia, por um biquini. Quero muito olhar-me ao espelho e sentir-me bonita. Quero passar as minhas mãos no meu corpo e sentir orgulho nele. Psicologicamente ser gordo, para mim, é horrível. Não sei se todos se sentem assim, talvez sim.

É horrível acordar e não ter roupa para vestir e/ou nada ficar bem. Ir a uma loja e não haver o nosso tamanho. E lembrar-me de que quando tava magra REALMENTE até tinha mais energia.

Por enquanto cá estou, á espera do meu dia. Beijos