Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

[45] Luis Cartaxo

35265_136657799690235_5256290_n.jpg

 

Nome:Luis Cartaxo

Idade:33 Anos

Altura:1.79 cm

Peso: 145Kg - Actualmente 112Kg

Situação:Colocou Banda Gástrica em 06/06/07

Data do Testemunho:30.09.2007

 

 

Olá...O meu nome é Cartaxo, Luís Cartaxo...
Não! Não sou nenhum agente secreto (antes pelo contrário, estou bem á vista) mas estou aqui numa missão, deixar um testemunho...
Então ora cá vai em forma de resumo (ou "testamento")...

Nasci com 4Kg no dia 22/12/1973 ás 18h00 no Hospital Distrital de Évora (sim sou alentejano e com muito gosto)... Com a tenra idade de 3 anos troquei a mui nobre e sempre leal Évora pela termal Caldas da Rainha (também muito conhecida pela sua faiança, quem não se lembra das terrinas em forma de couve, já estavam a pensar noutra louça não!)...
Tive uma infância normal, corria, brincava, comia e não engordava...
Aos 14 anos era um rapaz com estatura e peso normal para a idade, foi senão quando vinda não se sabe de onde, uma hepatoesplenomegalia (como gosto de dizer esta palavra, ficam todos de boca aberta a questionar o que será) me deixou uns tempos numa cama de hospital, sem vontade de comer, de tal forma que ao invés do normal nos hospitais pediam á minha mãe para me levar comida...
Resisti á base de soro e suplementos alimentares e uma transfusão de sangue (como na altura o light ainda não estava na moda presumo que tenha sido sangue gordo, ou meio-gordo)...

Da mesma maneira como apareceu, a hepatoesplenomegalia (ok eu explico: aumento do tamanho do fígado e do baço, provocado geralmente por uma grande actividade de defesa imunológica do organismo) um dia deixou-me e sem se despedir foi-se embora, deixando dentro de mim um enorme vazio que a partir dessa data comecei a encher de comida... Aos 16 já era rechonchudo e embora sempre alegre não era de todo o centro das atenções das miúdas...

Até aos 20 a dificuldade de arranjar roupa que me servisse, as bocas de quem passava, nada disso mudava a maneira que eu me via ao espelho, olhava e via um tipo normal, talvez um bocadinho de nada anafado...

Desde ai até aos 30 anos e aos 145Kg foi um pulinho, regado com muita feijoada, muita batata frita e muita sobremesa, não se pode dizer que comesse muito (embora também não comesse pouco) mas essencialmente comia muito mal, uma má escolha de dieta, gorduras, fritos, doces, e só duas refeições diárias que eram até encher... O aparecimento de problemas cardíacos e respiratórios vieram mudar a maneira de me ver e ai cheguei á conclusão que era gordo (não gosto de qualquer das outras palavras usadas para definir a obesidade), fiz algumas dietas sem acompanhamento e sem resultados, deixei de fumar...

Um dia numa conversa com a médica de família veio a palavra "banda" á baila, nos meus pensamentos já por lá tinha passado muita vez e não ouve outra decisão senão dizer-lhe: "siga!"
A credencial foi enviada para o hospital de S. José e lá fiquei eu á espera a pensar que daqui a 5 anos ia ser chamado, mas passado 4 ou 5 meses já tinha uma consulta marcada e 6 meses depois disso entrei para a lista de espera para colocar a banda, com a promessa de que seria antes do verão e que avisavam com 2 semanas de antecedência... No dia 1 de Junho de 2007 uma sexta-feira, recebo uma chamada do hospital a informar que iria dar entrada na terça seguinte e iria ser operado na quarta...

E lá fui eu para Lisboa de armas e bagagens sem pensar sequer no assunto... Entretanto desde o dia do telefonema comecei logo dieta líquida (burrice minha não é! era para começar só no dia do internamento), chegado ao hospital levei uma "carecada" na barriga (que ficou mais macia que um rabinho de bebe), seguida de um clister líquido, e sem dar por ela estava na sala de recobro com a minha mãe ao lado e um saco de soro espetado no pulso...

Tive alta passados 2 dias e nesse mesmo dia vim de Lisboa para as Caldas (eu a conduzir, pois a minha mãe não tem carta e o meu pai só me poderia ir buscar no dia seguinte, e eu já estava farto de estar longe do meu PC)...

Desde esse dia mudei a minha relação com a comida e até agora, sempre seguindo a dieta prescrita pela nutricionista e principalmente os horários, já perdi 20Kg, num ritmo de 1 a 2Kg por semana...

A relação com a banda tem sido até agora uma relação pacífica, não puxo muito por ela e ela não puxa por mim, ainda não vomitei nenhuma vez (ás vezes umas graves crises de soluços), sinto e noto bastante a peça de enchimento mas já não me incomoda minimamente...

Entretanto depois da operação fui apresentado á Gina, conversa vai conversa vem, convite e ida ao almoço XXLight, e conheci a partir dai pessoas extraordinárias com a mesma luta que eu contra a balança, novas amizades que tenciono preservar e alimentar... Como o testemunho já vai longo resta-me colocar-me ao vosso dispor para aquilo que de mim precisarem, quer a nível pessoal, quer a nível profissional (já agora, eu sou técnico de informática e trabalho em Leiria) e deixar-vos uma palavra de incentivo:
FORÇA! NUNCA DESISTAM!

Larguras (que é como quem diz cumprimentos/beijos/abraços)…
Luís Cartaxo aka (sigla da Internet que significa: “Also Known As” - “também conhecido como”) bariatric