Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

[44] Sandra Daniel

sandradaniel.JPG

 

Nome:Sandra

Idade:27 Anos

Peso: 102Kg

Situação:Aguarda Cirurgia

Data do Testemunho:20.09.2007

 

 

O meu nome é Sandra Daniel e tenho 27 anos. Nasci com 4500kgs e sempre foi gorda. Durante a infância e adolescência era a maior da turma. Felizmente também era alta. Os anos foram passando e os quilos também. Nunca fui a uma nutricionista nem fiz as dietas dos famosos, mas fiz as minhas cá por casa que sempre resultavam nuns quilinhos a menos e quando desistia (sem sequer perceber) voltavam todos e mais alguns. O costume! Além do Xenical, Reductil, enfim...

Mas voltando atrás, aos 16 anos deixei de comer. Emagreci bastante. Pode dizer-se que caminhava para uma anorexia se assim continuasse. Tudo isto porque uma amiga minha que também era gordinha fez o mesmo e eu não queria ficar atrás. Na verdade ela estava magra. A adolescência foi difícil. Entretanto a minha amiga começou a perder bastante cabelo e isso foi algo que me assustou bastante e eu voltei a comer normalmente. Não queria ficar assim. Até hoje fui sempre engordando e cá estou eu com os meus 102 kgs.

Foi no final de Julho que comecei a ter muitas dores nos nos pés. Estive cerca de duas semanas quase sem conseguir andar porque me doiam muito. Percebi que tinha que mudar. Tinha que fazer algo por mim. Sei que não tenho controlo sobre a minha alimentação e se assim continuar vou ganhar mais peso em pouco tempo como tem acontecido.

Foi aí que decidi marcar uma consulta para o Dr. Jorge Limão, no Hospital Particular de Lisboa, porque sabia que era privado e que seria atendida rapidamente.
Algo que me preocupava era o facto de achar que tinha pouco peso para a colocação de banda gástrica ou bypass. No entanto quando fui à consulta o Dr explicou que como tenho um IMC de 35 (geralmente o mínimo para a operação) dores articulares associadas ao peso e um grande potencial para os diabetes (visto o meu pai, mãe e avós todos terem) eu tinha tomado a decisão de consultá-lo na altura certa.

Entretanto já fiz todos os exames que o Dr me pediu, fui à psicóloga e à nutricionista e em princípio irei fazer o bypass. Agora vou ter novamente consulta com o Dr no próximo dia 26 e se tudo correr bem saio de lá com uma data para a minha operação.

Espero que corra tudo bem. Volto aqui para dar notícias.

Sei que ainda não fui operada mas o meu conselho é: não desistam de ter uma maior qualidade de vida!
Eu estou ansiosa por isso e sei que vai correr tudo bem! Cá estarei para vos contar como foi...