Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

Hoje é dia de Festa!

BALONEN2.gifBALONEN2.gifDesculpem-me mas hoje não vou falar de nada referente á cirurgia...

Por variadissimas razões hoje é dia de festa ...


Hoje é dia de festa porque chegamos ao 100º comentário!


Muitos destes comentários foram a ponte para fazer novos amigos, e assim ajudá-los no sonho que para eles é alcançar a cirurgia e...por isso hoje é dia de festa!

 

Mas hoje também é dia de festa porque faço aninhos e apesar de não poder saborear um daqueles docinhos pertencentes a uma mesa de um aniversariante, é um aniversário especial porque é uma vida nova que está a começar e acreditem que a cirurgia fez-me renascer...

 

E principalmente, por voltar a sentir-me viva faz deste dia ... um dia de festa!!!

Alimentação depois da cirurgia

Parece que o ultimo texto criou algumas duvidas sobre a alimentação depois da cirurgia, por isso vou tentar ser mais minuciosa na minha explicação e começar por dizer que após a cirurgia, a nutrição tem um papel muito importante porque a quantidade e o tipo de alimentos a serem consumidos devem ser limitados.

O objectivo do acompanhamento de um nuticionista é para ajudar a encontrar o bem estar fisico e emocional, através da seleção dos alimentos que contenham os nutrientes adequados e que atendam às necessidades de cada indivíduo para que a rápida perda de peso não leve à desnutrição.

 

A principal mudança na alimentação após a cirurgia é uma diminuição na quantidade de alimentos consumidos diariamente devido a redução do estômago. Porém, outros cuidados com a alimentação são fundamentais. Pode-se dividir o cuidado com a alimentação em cinco fases após a cirurgia: 

                                

Fase da Alimentação Líquida:

Esta fase dieta likida.jpgcompreende as duas primeiras semanas após a cirurgia e caracteriza-se com uma fase de adaptação.

A alimentação é liquida e constituída de pequenos volumes (em torno de 50 mL por refeição) e tem como principal objectivo o repouso gástrico, a adaptação aos pequenos volumes e a hidratação.

Como conseqüência da alimentação líquida, a perda de peso é bastante grande nestas duas semanas. A orientação da parte da equipa de nutricionistas deverá ser iniciada ainda no hospital, antes da alta hospitalar. 

 

sopa2.jpgFase da Evolução de Consistência :

Conforme a tolerância e as necessidades individuais, a alimentação vai evoluindo de líquida para pastosa com a introdução de preparações liquidificadas, cremes e papinhas ralas.

A evolução de cada paciente é variável de forma que a escolha de cada alimento deve ser acompanhada cuidadosamente para evitar desconforto digestivo como dor, náuseas e vômitos.

Esta fase tem um tempo de duração diferente para cada indivíduo porém, em média, dura cerca de 2 semanas.

 

Fase da Seleção Qualitativa e Mastigação Exaustiva :

Passado o primeiro mês após a cirurgia, inicia-se uma fase onde a seleção dos alimentos é muitissimo importante pois, considerando que as qubrocolos.jpgantidades ingeridas diariamente continuam muito pequenas, deve-se dar preferência aos alimentos mais nutritivos escolhendo fontes diárias de ferro, cálcio e vitaminas.

Como a alimentação passa a ser mais consistente deve-se mastigar exaustivamente e repito....exaustivamente!A duração desta fase também varia individualmente e dura em média 1 mês.

 

Fase da Otimização da Dieta:

Nesta fase a alimentação vai evoluindo para uma consistência cada vez mais próxima do ideal para umsalmao.jpga nutrição satisfatória.

Geralmente, esta fase ocorre a partir do 3º mês após a cirurgia quando, quase todos os alimentos começam a ser introduzidos na alimentação diária. O cuidado com a escolha dos alimentos deve continuar pois as quantidades ingeridas continuam pequenas.

Nesta fase pode-se escolher os alimentos que tragam mais conforto, satisfação e qualidade nutricional.

Somente não são tolerados alimentos muito fibrosos e consistentes.

 

Fase da Adaptação Final e Independência Alimentar:

 

Esta fase começaimg_menu1.jpg normalmente apartir do 4º mês e digo normalmente porque como nas fases anteriores, também evolui de acordo com as características de cada um, podendo iniciar-se um pouco antes ou um pouco depois do 4º mês.

A partir desta fase, um acompanhamento periódico com toda a equipa medica é necessario para apenas acompanhar a evolução de peso e identificar se existem carências nutricionais.

Nesta altura já se tem bastante segurança na escolha dos alimentos.

 

sorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorriso

 

Pois é, continua tudo bem, na segunda feira (13/11), tive consulta com a nutricionista que já me deu uma nova dieta para se fazer assim porquinho.gifque acabar a dieta liquida, pesei-me e...em 7 dias perdi 5 kg (e eu que estava convencida que só tinha perdido 1kg ou 2kg), mas é normal a perca de muito peso enquanto se está com uma dieta liquida.

Nesse mesmo dia tive consulta também com o médico que me observou e disse que as costuras estão a cicatrizar muito bem, por tudo isto (e não só), só posso querer celebrar... Sim celebrar o meu aniversário!!!

Com o meu aniversário á porta e sem poder trincar nadica, continuo a achar que só tenho motivos para celebrar... PARABENS A MIM!!!

 

sorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorriso

dieta infalivel.jpg

Agora para desanuviar

 

Das 1001 dietas que fiz e outras tantas que ficaram apenas pela vontade de faze-las, houve uma em que para me fazer desistir de assaltar o frigorifico (sim...porque eu era das que durante a noite o assaltava...).

Optei por colocar seguro por um pequeno íman uma foto de quando tinha orgulhosamente os meus 70 kilos.

Ou seja estava como esta menina aqui do lado..."vontade não tinha muita mas acreditava que tinha encontrado um metodo infalível"...sorriso

O Pós-Operatório

Um paciente com Obesidade Morbida é um doente que terá que estar devidamente informado e consciêncializado quanto ás mudanças que acontecerão na forma de se alimentar e de viver,bem como a necessidade de ser acompanhado por uma equipa médica.alimentação pós-operatorio

As complicações pós-operatórias relacionadas com a alimentação acontecem quando não se está suficientemente "disciplinado" resultando assim vómitos frequentes ou obstrução esôfago-gastrico com pedaços de alimentos que causam desconforto e por vezes até um emagrecimento acompanhado de carências nutricionais.

No pós-operatório inicia-se uma alimentação com uma dieta liquida restrita (liquidos claros) e em pequenas quantidades.

Depois será alterada para uma dieta liquida, mas mais calórica (leite, iogurte liquido dietético).

De seguida evolui-se para uma dieta pastosa sensivelmente por 15 dias e daí segue-se uma dieta de consistência normal.

Nunca se poderá esquecer que a cirurgia somente impõe uma barreira anatómica para a injestão de alimentos e por isso é fundamental que cada um reconheça a importância de aderir ás normas e rotinas propostas pela equipa médica porque a perda de peso depende em muito da atitude de cada um.

 

sorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorriso

 

Estou de volta, com mais 5 furinhos!bypass10.11.2006 027-2.jpg

Como tinha dito,o meu dia R (Renascer) foi dia 31 e correu tudo bem,voltei para casa 6 dias depois.

Apenas terei que ter cuidado para não fazer esforços exagerados e muito cuidado em fazer a dieta dada pela nutricionista.

Não tive dores, apenas um pequeno incomodo com o dreno, mas depois tudo correu muito bem.

A dieta, que é dada para os primeiros 15 dias, não é dificil de se fazer porque não se tem fome, apenas se come ou bebe 1 dl sempre com um intervalo de sensivelmente 1h30m e cada refeição terá que durar entre 15 a 30 minutos

 

sorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorrisosorriso

 

Agora para desanuviar...

Todos nós temos momentos em que olhamos para esta ou aquela celebridade e lhe invejamos o bom fisico...

Eu confesso!

A que mais nervos faz á minha massa (menos) muscular é a ...BARBIE!

Por isso... adorei vê-la de duplo queixo!sorriso 

barbie.jpg