Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

[2] Eliana


 

 

Nome: Eliana

Idade: 24 Anos

Altura: 1,59

Peso: 122 Kg

Situação: Bypass Gastrico

Data do Testemunho: 01.12.2006

 

 

Já faz tanto tempo que estou a espera ,acho que espero desde que tenho noção de mim!! Espero pela banda gástrica a três anos...
No inicio disseram-me que a espera eram 2 anos... E conformei-me ...fui ás consultas e cada uma que passava o meu coração ficava ainda mais ansioso á espera que me dissessem"pronto dia tal vais ser operada", acho que eles não tem a noção de como é importante para nós sabermos que vai acontecer...até podiam dizer vai demorar, que "só em 31 Março de 2009", e eu naquela altura ficaria super feliz porque tinha uma data... a espera é horrível, és assaltada de repente por sentimentos de tristeza quando começas a ver o tempo a passar...porque nenhum de nós vai para jovem...

Para quem está parado em casa a espera, é um tormento, é uma depressão agendada...pois sabemos que cada vez que pensamos nisso, vamos chorar, vamos abaixo, porque qualquer coisa mexe connosco...estamos ainda mais sensíveis...e eu sei porque passei por isso...
Para quem sai todos os dias para o seu trabalho a angústia é diferente porque acabas por distrair... mas não escapamos da nossa mente... passas ao pé de uma montra, vês uma roupa bonita que gostavas de comprar e... claro não te serve...
A ínicio pensas que quando fores operada já poderás vestir coisas bonitas...mas antes de virares a esquina já estás a pensar que esse dia nunca chegará.

Mas também tens a parte boa, como poderes planear teres esse assunto resolvido saberes que tens uma solução...
Eu era uma adolescente e não havia banda gástrica cá, não havia a Internet para conheceres outros como tu, e como tal pensava que era a única.
Se vives num sitio onde não te entendem, onde não há ninguém como tu é uma sensação horrível...
Eu cai naquele erro de achar que se ficasse em casa estava protegida...grande erro! mas também era uma criança a quem diziam que era o melhor.

Viveres com a angustia de não teres uma solução, acreditem é horrível.
Olhares para ti e pensares sabendo que não existe uma solução, que vais ser sempre assim até ao fim e ninguém te poder dizer "não vais nada"...porque a verdade é que não havia solução!! Nesse aspecto a banda veio trazer a todos nós a possibilidade de sonhar com um amanhã diferente, com futro melhor.
Talvez o facto de ter vivido quando não havia solução me tenha dado a força para esperar e para continuar nesta espera.

O meu médico por duas vezes me fez sonhar tão alto...quando me disse "ainda este ano"...Acreditei profundamente nele, e já só pensava nisso...vi os meses passarem e nada aconteceu ...talvez ele não tenha culpa..mas quando voltei fui muito dura e ele disse que este ano era de certeza...que me ia passar um papel para fazer análises que só são necessárias quando já estás operada e eu...talvez a querer me enganar a mim própria, acreditei mais uma vez, e passou mais um ano, a minha fúria ao longo dos meses foi tanta que rasguei o papel para as análises...sinto-me enganada ,frustrada ,cada mês que passa mais magoada fico...já chorei tanto nesta vida que já não tenho lágrimas para chorar....é tão difícil faze-los entender...queria que sentissem o que sentimos cada vez que nos levantamos ou vamos a rua queria que por um dia percebessem o mal que a espera nos faz...

Para completar o desgaste que tenho , descobri que só sou eu é que espero...que existem pessoas que já foram operadas em um ano!...que os processos estão todos a andar e eu nem as análises que supostamente tem de fazer quem está prestes a ser operado, tenho feitas...tem sido difícil aceitar...mas o que é pior que é a espera...

Passei pela fase da aceitação de acreditar com tanta força... que voltei a viver, sai da fase em que esperava pela banda, ela era o centro da minha vida, e voltei a viver! Ela apenas é um dos meus objectivos, talvez o principal mas continuo a viver Tenho de continuar a viver...e é graças a esta mudança que posso continuar e não cair derrubada numa cama cada vez que tenho de esperar...porque afinal não foi este ano...

Neste momento, conto os dias que faltam para ir ter com ele e levo tanta raiva dentro de mim...tantas coisas que eu preciso lhe dizer, gritar... preciso no fundo que perceba que nem eu sei bem o mal que este ultimo ano me fez ...nem me atrevo a imaginar as coisas que já podia ter vivido,os problemas de saúde que poderia não vir a ter no futuro se este ano não existe-se...o peso que sinto em mim, o mal que me faz...
Este ultimo ano se tornou mais difícil e próximo será ainda mais...tenho de o fazer ver que não quero mais esperar... não admito que me diga que é ainda este ano, não admito que ache que um ano da minha vida não tem importância, porque tem!
Para mim o próximo ano será de luta ou consoante o que falar com ele o recomeço da minha luta....

Aconselho todos que esperam por serem operados a terem calma e não fazerem disso o principal na sua vida...mas não desistam e lutem até ao fim...
É o que eu vou fazer...