Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gorda sim, mas com Humor!

Sou uma Ex-Obesa Morbida e criei este blog apenas para que a minha experiencia possa ajudar e esclarecer quem tambem sofre desta doença

[16] Helena

Nome: Helena

Idade: 38 Anos

Peso: 75 Kg

Situação:Atravéz de dieta e ajuda nutricional

Data do Testemunho: 27.01.2007

 

Sou a Helena, tenho 38 anos e peso actualmente 75kgs.
Sempre fui uma adolescente obesa, uma rapariga cheia de complexos e vergonha, acho que tambem por culpa dos adolescentes da minha idade que sempre me tratavam por gorda ou baleia fora de água... infelizmente muitas crianças com o mesmo problema passam por isso, motivo esse, que as torna ainda muito mais deprimidas e por sua vêz as leva à solidão.

Os meus pais nunca foram comigo a nenhum médico pelo motivo de ser obesa, embora nas minhas consultas normais, sempre diziam “a sua filha tem que emagrecer”, mas que eu me lembre, nunca fiz uma dieta ou coisa parecida, pelo contrário, em casa comia-se muita vez o meu prato preferido “bife com batatas fritas”.
Hoje sei que tinha uma má alimentação e nunca fui ajudada pelos meus pais a modificar tais comportamentos, talvez, por pensarem “ela é adolescente, precisa de comer” ou coisa do género. Quando me queixava à minha mãe que os outros meninos me chamavam nomes, ela respondia-me, “filha não ligues” e pronto, ficava aliviada...

Quando deixei os estudos, pois não quis continuar a estudar, fui trabalhar para uma empresa de importação e exportação. Aí nessa altura pesava 85kgs com 19 anos de idade.
Sentia-me mal porque via as minhas colegas, bonitas, bem vestidas e elegantes e eu, só me sentia feia, muito feia... Comecei por mim própria a cortar alguns alimentos que digeria com muita frequência, tais como os bolos, os gelados, os refrigerantes e troquei tudo isso por outro tipo de alimentos, como saladas, legumes e bolachas de água e sal... mas como queremos sempre ver resultados de imediato, perdi o entusiasmo e voltou tudo ao mesmo, depois de ter perdido 3 kgs, voltei a engordar os 3 e mais 4kgs do que eu já tinha.

Conheci um rapaz com uns olhos lindissimos, apresentaram-mo e fiquei logo doida por ele. Depois de várias saídas com ele e com algumas amigas, pensei para comigo que tinha que o conquistar custe o que custasse. Então desesperada e ansiosa de ver resultados imediatos, fui ao Tallon, recomendado por algumas colegas que tinham lá ido e falavam maravilhas dele... “o médico milagroso, como diziam”, um engano! (quando deixamos de lá voltar, engordamos o dobro. Uma dependência...)

Logo na primeira semana seguinte ao tratamento, perdi 4kgs e daí sucessivamente, até chegar aos 68kgs. Sentia-me linda, maravilhosa, feliz... Consegui conquistar o meu amor e finalmente casar, pesava eu 55kgs quando me casei.
Fiquei grávida e após o nascimento da minha filha, comecei a engordar desalmadamente, não me perguntem porquê, parecia que até a água que bebia me engordava.
Passados dois anos e meio a balança pesava 96kgs, na minha casa nunca mais entrou batata frita, nem fritos, nem gorduras e o meu peso nao parava de aumentar... Entretanto mudei de emprego para perto de casa e como o meu trabalho era sempre sentada à secretária ainda piorou as coisas.

Desleixei-me completamente, temos o péssimo hábito de pensar “o meu marido nao se importa”, mas não é bem assim amigas... sabemos bem que eles sempre olham para outras mulheres mesmo despercebidamente... Fiz tudo, gastei centenas de contos em ervanárias, em médicos como o Póvoas, o Tallon e nada me fazia perder peso.

96kgs foi o meu peso durante 10 anos, mais um kg, menos um kg, mas rondava por aí. Graças a Deus mudei de emprego para o pé da minha irmã e com a ajuda dela, ambas fomos a um nutricionista. Com a força que nos une, até mesmo rivalidade que criámos entre nós para conseguirmos superar a fome, a ansiedade... resultou finalmente e peso hoje 75kgs. Estou com este peso há 3 anos, tenho a consciência que ainda não é o ideal, mas sou uma pessoa realizada, feliz com a vida e principalmente feliz comigo mesma.

Deixo aqui o meu testemunho e a certeza de que se não gostarmos primeiro de nós próprias, seremos eternamente infelizes. Nada na vida é impossivel... hoje ao ler os testemunhos destas pessoas, penso... como existem mulheres de garra, de sucesso e cheias de vontade de dizer ao MUNDO... EU SOU FELIZ!!!!